FacebookTwitteryoutubeSlideshareAPP
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:

DESTAQUES

Sede da APFF - Porto da Figueira da Foz

Sobrevoando o Porto da Figueira da Foz #3

Sobrevoando o Porto da Figueira da Foz #2

Porto da Figueira da Foz em movimento #1

Porto da Figueira da Foz em movimento #2

Porto da Figueira da Foz #Crepúsculo [VÍDEO-FOTO]

Inauguração do Prolongamento do Molhe Norte do Porto da Figueira da Foz (5)

Regata dos Portos do Centro 2011 - Figueira da Foz (2)

Assinatura do contrato de concessão dos Estaleiros Navais do Mondego - José Luís Cacho

Dia Mundial do Mar na Figueira da Foz - 2010 (6)


METEO
Tempo Figueira da Foz
TWITTER
LINKS




FOTOS

 «Sta. Maria Manuela» na Figueira da Foz

«Sta. Maria Manuela» na Figueira da Foz
SLIDESHOW



FIGUEIRA DA FOZ
Despesca animou Viveiro da Salina Municipal

Cerca de três dezenas de pessoas, munidas de galochas e luvas de borracha, aceitaram o desafio e colocaram mãos-à-obra ou, melhor, mãos no peixe.
A segunda edição da «Despesca» - assim conhecida no mundo do salgado - decorreu a 19 de Novembro, na Salina Municipal do Corredor da Cobra.
O dia ensolarado ajudou marnotos, técnicos e também os voluntários desta que é uma actividade tradicional praticada há dezenas de anos pelos proprietários e marnotos das salinas.

A Despesca acontece entre os dias 1 de novembro e 28 de fevereiro, nos viveiros naturais, a maioria de exploração comunitária, que abastecem o salgado e são alimentados pelas águas do rio que entram pelo cubo (espécie de comporta). Uma vez entrada a água, esta fica retida conforme as necessidades dos marnotos, até que seja feita a «despesca», ou seja, o momento em que essa mesma água é esgotada para o canal, ficando o viveiro e o peixe que ele contém a seco. O peixe retido na lama é recolhido por intermédio de redes para, posteriormente, ser leiloado no local.

Na salina municipal, peixes vários, enguias e caranguejos foram os ingredientes para um almoço comunitário retemperador, depois de uma manhã passada a «despescar» ou, no caso das várias crianças presentes. a brincar e a aprender muito, dos nomes dos peixes à maneira de distinguir um caranguejo macho de um caranguejo fêmea.

fonte




Data: 2016-11-26

feed
mapa
Publicidade