FacebookTwitteryoutubeSlideshareAPP
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:

DESTAQUES

Sede da APFF - Porto da Figueira da Foz

Sobrevoando o Porto da Figueira da Foz #3

Sobrevoando o Porto da Figueira da Foz #2

Porto da Figueira da Foz em movimento #1

Porto da Figueira da Foz em movimento #2

Porto da Figueira da Foz #Crepúsculo [VÍDEO-FOTO]

Inauguração do Prolongamento do Molhe Norte do Porto da Figueira da Foz (5)

Regata dos Portos do Centro 2011 - Figueira da Foz (2)

Assinatura do contrato de concessão dos Estaleiros Navais do Mondego - José Luís Cacho

Dia Mundial do Mar na Figueira da Foz - 2010 (6)


METEO
Tempo Figueira da Foz
TWITTER
LINKS




FOTOS

 Forte e Edifício-Sede da APFF

Forte e Edifício-Sede da APFF
SLIDESHOW



FIGUEIRA DA FOZ
MAREFOZ inaugurado sexta-feira pela Ministra do Mar

Será na presença da ministra do Mar (na foto), do secretário de Estado das Pescas e do eurodeputado Ricardo Serrão Santos que será inaugurado, sexta-feira (dia 15), pelas 17h00, na Figueira da Foz, o MAREFOZ, que constitui um laboratório avançado do Pólo de Coimbra do MARE (Centro de Ciências do Mar e do Ambiente), unidade de I&D associada do Instituto de Investigação Interdisciplinar (III) daquela Universidade.

 

Inserido num plano estratégico de âmbito nacional e no Plano Estratégico e de Desenvolvimento do Município da Figueira da Foz, a instalação do MAREFOZ da Universidade de Coimbra na Incubadora de Empresas visa “apoiar o desenvolvimento sustentável a nível local e regional, conduzindo investigação no domínio da avaliação e gestão de qualidade ambiental de ecossistemas aquáticos, assim como a inovação tecnológica de empresas, nomeadamente na área da economia do mar, potenciando ainda actividades e iniciativas da autarquia”.

O MAREFOZ, através do seu corpo de investigadores, vinculados à Universidade de Coimbra, estabelecerá também uma interface capaz de proporcionar, regularmente, acções de formação a nível regional, nacional e internacional.

“O objectivo é apoiar, com acesso ao conhecimento, as pequenas e médias empresas que laboram já no concelho da Figueira da Foz, no sector da agro-indústria em geral, em áreas que vão da aquicultura à cultura do arroz, por exemplo, atraindo assim novas unidades geradoras de emprego e desenvolvimento social e económico, de forma ambientalmente sustentada e territorialmente contextualizada”, explica a vereadora Ana Carvalho, responsável pelos pelouros do Urbanismo, Planeamento e Ordenamento do Território e coadjuvante nas questões de Desenvolvimento Económico.

“A instalação do MAREFOZ na Incubadora de Empresas da Figueira da Foz garante proximidade, acessibilidade e todas as condições necessárias à criação das desejadas parcerias entre os centros de conhecimento - o MARE envolve mais de 400 investigadores de várias universidades - e os centros de produção”, acrescenta, destacando que este apoio pode traduzir-se em valor acrescentado para as empresas, desde a investigação de novas formas de cultura ao escoamento da produção, em virtude da transversalidade das áreas de saber dos investigadores.

“Ao próprio Município, este projecto permitirá aferir, avalizadamente, quais as formas de aproveitamento de recursos mais interessantes para o equilíbrio de ecossistemas tão frágeis como o do estuário, ou que cuidados devemos observar para garantir o desenvolvimento harmonioso da economia em potencial dos cerca de 400 hectares da ilha da Murraceira, agora que se pretende aumentar a taxa de ocupação, actualmente a rondar os 20 por cento”, prossegue a vereadora.

“Peixes, bivalves e plantas halófitas, como a salicórnia, são apenas alguns dos produtos com um enorme potencial de crescimento no concelho, e a presença, na cerimónia de inauguração, da ministra do Mar, do secretário de Estado das Pescas e do eurodeputado Ricardo Serrão Santos, atestam de forma inequívoca o alinhamento da estratégia do Município da Figueira da Foz com os interesses defendidos por Portugal e pela Europa, numa lógica de entrosamento da Ciência com a Economia”, conclui Ana Carvalho.

O MARE - Centro de Ciências do Mar e do Ambiente, é um centro de investigação na área do mar que reúne mais de 400 investigadores de seis universidades portuguesas. As universidades envolvidas neste novo centro são a Universidade de Lisboa, Universidade de Coimbra, Universidade dos Açores, Universidade de Évora, Universidade Nova de Lisboa e o ISPA - Instituto Universitário.

Sendo o MARE uma unidade de investigação que se distingue pela inovação e desenvolvimento tecnológico, multipolar, que se diferencia como um centro de investigação holística, concentrando uma ampla diversidade de competências, com uma vasta implantação territorial, orientará as suas actividades para os desafios da sociedade em estreita parceria com centros de investigação nacionais e estrangeiros.

O MARE combina competências de investigação científica e desenvolvimento de aplicações tecnológicas aplicadas a todos os tipos de sistemas aquáticos, desde as bacias hidrográficas, estuários e zonas costeiras, até ao oceano aberto e mar profundo.

Os principais objectivos do MARE são contribuir para o conhecimento sobre o funcionamento dos ecossistemas marinhos, desenvolver ferramentas científicas e tecnológicas para um uso sustentável dos ecossistemas e dos seus bens e serviços, promover o bom estado ecológico e a saúde dos mares e oceanos, dirigir cooperação internacional para a formação avançada contribuindo para uma nova geração de cientistas e profissionais preparados para a economia azul, e promover a literacia do oceano, contribuindo assim para uma sociedade azul participativa.

FONTE




Data: 2016-01-13

feed
mapa
Publicidade