FacebookTwitteryoutubeSlideshareAPP
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:

DESTAQUES

Sede da APFF - Porto da Figueira da Foz

Sobrevoando o Porto da Figueira da Foz #3

Sobrevoando o Porto da Figueira da Foz #2

Porto da Figueira da Foz em movimento #1

Porto da Figueira da Foz em movimento #2

Porto da Figueira da Foz #Crepúsculo [VÍDEO-FOTO]

Inauguração do Prolongamento do Molhe Norte do Porto da Figueira da Foz (5)

Regata dos Portos do Centro 2011 - Figueira da Foz (2)

Assinatura do contrato de concessão dos Estaleiros Navais do Mondego - José Luís Cacho

Dia Mundial do Mar na Figueira da Foz - 2010 (6)


METEO
Tempo Figueira da Foz
TWITTER
LINKS




FOTOS

 Lugre Sta. Maria Manuela na Figueira da Foz

Lugre Sta. Maria Manuela na Figueira da Foz
SLIDESHOW



PORTO DA FIGUEIRA DA FOZ EM LUGAR DE DESTAQUE
2013 foi o melhor ano de sempre nos portos nacionais, segundo o IMT

Os sete principais portos do continente registaram, em 2013, “o maior valor anual de sempre” de mercadorias movimentadas, anunciou o IMT – Instituto da Mobilidade e Transportes. No total, atingiu-se cerca de 79,3 milhões de toneladas movimentadas, a que corresponde um aumento de 16,7 por cento em relação a 2012. O crescimento mais significativo registou-se no porto de Sines, (+27,8%), seguindo-se o porto de Aveiro, Figueira da Foz e Setúbal, com taxas de crescimento de 19,2 por cento, 18 por cento e 15,7 por cento, respetivamente.

Nos portos de Lisboa e de Leixões estes indicadores são de 8,2 por cento e 3,4 por cento, respetivamente. No posicionamento relativo destaca-se o porto de Sines cujo movimento global representa 46,1 por cento do total dos portos em análise, tendo reforçado essa posição, aumentando 4,1 pontos percentuais relativamente a 2012.

Já o movimento de contentores registou “uma evolução ainda mais expressiva”, refere o IMT, com um aumento em TEU de 25,8 por cento, relativamente a 2012, “sublinhando-se, para este indicador, a contribuição do porto de Sines, com 68,3 por cento e do porto de Setúbal com 43 por cento”.

Ao nível do número de navios que escalaram os principais portos do Continente, verificou-se um crescimento de 8,1 por cento, associado a um aumento de 18,3 por cento em GT (Gross Tonnage).

O aumento global da carga movimentada reflete aumentos em todas as classes, sendo mais significativo o registado na carga geral, com um aumento de 28,4 por cento relativamente a 2012 (com a carga contentorizada a crescer +30,8%), sendo que os granéis líquidos cresceram 15 por cento e os sólidos 1,5 por cento.

FONTE




Data: 2014-02-24

feed
mapa
Publicidade