FacebookTwitteryoutubeSlideshareAPP
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:

DESTAQUES

Sede da APFF - Porto da Figueira da Foz

Sobrevoando o Porto da Figueira da Foz #3

Sobrevoando o Porto da Figueira da Foz #2

Porto da Figueira da Foz em movimento #1

Porto da Figueira da Foz em movimento #2

Porto da Figueira da Foz #Crepúsculo [VÍDEO-FOTO]

Inauguração do Prolongamento do Molhe Norte do Porto da Figueira da Foz (5)

Regata dos Portos do Centro 2011 - Figueira da Foz (2)

Assinatura do contrato de concessão dos Estaleiros Navais do Mondego - José Luís Cacho

Dia Mundial do Mar na Figueira da Foz - 2010 (6)


METEO
Tempo Figueira da Foz
TWITTER
LINKS




FOTOS

 Lugre Sta. Maria Manuela na Figueira da Foz

Lugre Sta. Maria Manuela na Figueira da Foz
SLIDESHOW


Os trabalhadores do porto da Figueira da Foz chegaram a um entendimento "histórico" com as empresas portuárias relativamente ao futuro Acordo Coletivo de Trabalho, foi agora anunciado pelo Sindicato dos Estivadores e da Atividade Logística (SEAL).



A Polícia Marítima do Comando-local da Figueira da Foz assegurou quarta-feira a devolução de 4.500 Kg de berbigão vivo, capturado nos dias 18 e 19 de Julho, no braço Sul do Estuário do rio Mondego.
O berbigão, por questões de saúde pública, por se encontrar vivo e não poder ser comercializado, foi apreendido e devolvido ao rio Mondego por determinação da veterinária da Docapesca, devido a contaminação por toxinas tipo PSP e DSP presentes neste tipo de bivalves.



Antes de chegar à foz, o Mondego divide-se em dois braços que depois se encontram novamente para desaguar juntos no mar. Entre eles, está a ilha da Murraceira, 600 hectares de sapais, caniçais, juncais e salinas, vizinhos da Figueira da Foz. É por aqui que seguimos, percorrendo uma estrada estreita em terra batida, entre talhos e tanques de aquacultura, ou talhões abandonados.



A Atlanticeagle Shipbuilding e a Universidade de Coimbra são dois dos parceiros do "hub" (consórcio) de qualificação e formação para a construção, reparação naval e gestão portuária que irá ser criado na Figueira da Foz.

O acordo foi rubricado durante a 7.ª edição do Fórum do Mar-Business2Sea, que decorreu na Alfândega do Porto.



Cerca de 10 anos depois do último "bota-abaixo" na Figueira da Foz, foi esta sexta-feira lançado à água o ferry "Haksolok", construido nos estaleiros da Atlanticeagle Shipbuilding (antigos Estaleiros Navais do Mondego), por 13,3 milhões de euros. A construção do barco, que vai operar entre a ilha de Ataúro e o enclave de Oecusse, em Timor-Leste, relançou a indústria naval local.



CONSTRUÍDO PELA ATLANTICEAGLE SHIPBUILDING, NA FIGUEIRA DA FOZ

Esta sexta-feira, dia 26 de maio, às 15 horas, é lançado à água, na Figueira da Foz, o ferryboat “Haksolok”, a primeira grande embarcação saída dos Estaleiros Navais do Mondego desde que estes foram concessionados à Atlanticeagle Shipbuilding. Esta é uma encomenda da Autoridade da Região Administrativa Especial de Oé-Cusse Ambeno, enclave da República Democrática de Timor-Leste, em território indonésio.



A APFF marcou presença, com um stand, nos “Encontros do Mar” da Revista de Marinha, que decorreram no dia 11 de Maio, no CAE da Figueira da Foz.
 



O Porto da Figueira da Foz recebeu esta semana o maior navio de carga de sempre, um porta-contentores com quase 140 metros de comprimento e mais de vinte metros de largura, segundo fonte portuária. Construído em 2003, o navio 'Page Akia' tem 137,5 metros de comprimento e 21,7 metros de largura e navega com pavilhão da Alemanha.



ESTA QUINTA-FEIRA, NO CAE

Decorrem esta quinta-feira, 11 de Maio, no Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz (CAE), os “Encontros do Mar da Revista de Marinha”. Com início às 14:15, inclui quatro painéis de debate, terminando com uma degustação de produtos do mar. Pedro Braga da Cruz, Presidente da Administração do Porto da Figueira da Foz (APFF, S.A.), integra o leque de oradores.



ASSEMBLEIA GERAL DA APFF REUNIDA A 31 DE MARÇO

A 31 de Março reuniu a Assembleia Geral da APFF - Administração do Porto da Figueira da Foz, SA, na qual foram aprovadas as contas do exercício de 2016 e o Plano de Actividades e Orçamento de 2017.
João Ataíde, que lidera a autarquia figueirense, presidiu aos trabalhos.
O movimento portuário em 2016 cresceu 3,7% relativamente ao ano anterior, atingindo 2,076 milhões de toneladas. Com excepção da carga geral fraccionada, todos os segmentos de carga experimentaram crescimentos. O resultado líquido do exercício foi positivo e manteve-se ao nível do registado em 2015.



O Porto da Figueira da Foz recebeu dia 18 o maior navio de carga de sempre, um porta-contentores com mais de 134 metros de comprimento. Construído em 2002, o navio Elbstrand tem 134,4 metros de comprimento e 22,5 metros de largura, navega com pavilhão de Antígua e Barbuda e fez, na Figueira da Foz, uma escala experimental, com movimentação de 1 000 toneladas de carga.



CERIMÓNIA DE ENTREGA ESTE SÁBADO, 22 DE ABRIL, NA FIGUEIRA DA FOZ

Com a Cerimónia de Entrega de Prémios a decorrer este sábado, dia 22 de Abril, no Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz, os Prémios Execellens Mare contam este ano com a novidade dos Diplomas Revelação Azul, segundo a PwC, para « abrir a oportunidade de destacar projectos de inovação e de empreendedorismo com potencial de desenvolvimento futuro das actividades do mar, criando assim uma ponte ente projectos consagrados, com histórico de resultados, e projectos emergentes com potencial de futuro.



Segundo fonte da Autoridade Marítima Nacional, o navio de patrulha oceânico Figueira da Foz, que estaria atracado esta segunda e terça-feira no porto da Figueira da Foz, aberto a visitas, “foi empenhado numa missão de busca e salvamento”.
Momentos após ter chegado ao porto, o NRP recebeu indicações para sair de imediato em missão.



SEGUNDA E TERÇA-FEIRA, 23 E 24 DE JANEIRO

Esta segunda e terça-feira, dias 23 e 24 de janeiro, o navio de patrulha oceânico Figueira da Foz abre a visitas ao público no porto da cidade que lhe dá nome - Figueira da Foz.
As visitas têm entrada livre e realizam-se na segunda-feira das 14h00 às 18h00; na terça-feira o navio pode ser visitado das 10h00 às 12h00 e das 14h00 às 18h00.
 



ESTA SEGUNDA-FEIRA

O Primeiro-Ministro António Costa vai presidir à cerimónia de assinatura dos contratos de investimento entre o Estado Português e o Grupo Altri (Celtejo e Celbi).
A cerimónia, que terá lugar esta segunda-feira, dia 16 de janeiro, às 9h45, na Celbi (Leirosa), conta ainda com a a presença do Ministro da Economia e do Ministro da Agricultura, bem como do Secretário de Estado da Indústria.



FIGUEIRA DA FOZ

O Porto Comercial da Figueira da Foz fechou 2016 com 2,07 milhões de toneladas de cargas movimentadas, o terceiro melhor resultado de sempre, registando um aumento de 3,5 por cento em relação ao ano anterior.



PORTO DA FIGUEIRA DA FOZ

A Administração do Porto da Figueira da Foz (APFF) tem dois edifícios, um onde funcionam os serviços administrativos e o outro é o dos pilotos de barra. Foram construídos no início da década de 1990, na zona de jurisdição portuária. Contudo, os imóveis, separados por duas dezenas metros, foram sempre encarados como uma barreira visual que se interpõe entre o Bairro Novo e a zona ribeirinha.
O terrapleno foi entretanto requalificado, assim como a zona envolvente, dando lugar à praça do Forte e ao Espelho d'Agua.



João Pedro Braga da Cruz, Presidente da Administração do Porto da Figueira da Foz (APFF), adianta ao DIÁRIO AS BEIRAS que o desenvolvimento do porto passa, inevitavelmente, pelo aprofundamento do calado, na barra e na zona portuária, em um metro. “Chegámos ao limite dramático de lutar pela sobrevivência”, alertou, apontando, contudo, para um horizonte temporal de 20 anos. Mas duas dezenas de anos passam depressa. Portanto, se o Porto da Figueira da Foz se descuidar, pode ficar a ver passar os navios de maior porte e capacidade de carga ao largo da barra. Mas não é esse o destino que se perspectiva.



COMUNIDADE PORTUÁRIA SATISFEITA

A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, integrou os projectos desenvolvidos para o Porto da Figueira da Foz, de melhoria de acessibilidade marítima, segurança e navegabilidade, na “Estratégia para o Aumento da Competitividade Portuária”, horizonte de 2016/2026, num investimento de 36,1 milhões de euros, com comparticipação assegurada por fundos comunitários e «uma estimativa de captação de 933 mil toneladas de carga neste período».
Presidida por Gonçalo Vieira, a Comunidade Portuária do Porto da Figueira da Foz (CPPFF) manifestou «satisfação», disponibilizando-se para co-financiar a obra.



A partir de 2017 os portos portugueses passarão a reunir num único documento as facturas dos serviços portuários prestados ao navio por entidades públicas. Os portos da Figueira da Foz e de Aveiro envolveram-se na concretização deste objectivo, que foi fixado pela Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino.
 



feed
mapa